Bateria em curto? Saiba como evitar este problema!

Nós, como motoristas, estamos sempre focados em como cuidar do nosso veículo e de sua bateria automotiva, evitando problemas como bateria em curto ou um motor fundido. Falando mais especificamente das baterias, é de extrema importância que esses componentes estejam em perfeito estado para que todo o resto do automóvel funcione.

Hoje em dia, além da bateria ser encarregada de dar a partida, existem diversos componentes que dependem da energia da bateria, como componentes elétricos do painel ou até mesmo, em alguns casos, a própria embreagem do veículo. Sendo assim, devemos sempre ficar de olho para garantir que a bateria esteja funcionando, evitando problemas como bateria em curto.

O que significa uma bateria em curto?

A bateria automotiva é composta de dois polos, um negativo e um positivo. Seu funcionamento se dá pelo transporte de elétrons e íons, que produz tensão elétrica devido à força de atração das partículas. Essa tensão elétrica são os volts que a bateria produz, normalmente 12V, que é pouco para uma faísca, porém suficiente para o sistema de ignição do automóvel.

Uma bateria em curto é o nome que se dá quando a bateria se encontra com a passagem de íons pelos polos desregulada. Isso por si só causa uma corrente elétrica maior que o normal, o que pode prejudicar a saúde da bateria, fazendo-a perder a carga ou a garantia.

Como identificar uma bateria em curto?

Existem alguns sintomas óbvios de problemas na bateria, como luzes mais fracas, o veículo morrendo do nada ou dificuldade para dar a partida no motor. Normalmente qualquer um desses problemas já é suficiente motivo para revisar o estado da bateria automotiva. Um sinal mais específico de bateria em curto-circuito pode ocorrer logo após você ligar o carro.  Se os componentes elétricos ligarem após a partida, porém o motor ficar tentar girar de forma mais lenta, emitindo barulhos mais espaçados, esse é um grande sinal de bateria em curto.

Este barulho característico de “vrum” ocorre devido ao arranque do motor exigir muita corrente da bateria, portanto se uma célula está desregulada, a bateria não consegue completar a corrente. Outro barulho comum é um “clic” repetitivo ao girar a chave para ligar o motor. Este som significa que a bateria está de fato em curto, pois não consegue encontrar a corrente elétrica para conectar ao sistema de igniçã0.

Como evitar a bateria em curto?

A melhor e mais eficiente forma de evitar este tipo de problema é efetuar uma manutenção preventiva e deixar as revisões sempre em dia. Evitando a má manutenção do veículo, você garante que a maioria dos problemas não ocorram, inclusive o da bateria em curto. A grande parte das panes elétricas ocorrem por uma descarga de energia acima do normal em algum fio. Portanto se esse for o caso, verifique os plugues e conectores da bateria, se estão devidamente instalados e sem zinabre.

Esperamos ter respondido todas as suas dúvidas, porém quaisquer perguntas é só nos chamar. Se precisar também de uma ótima loja de bateria em Santos, fale conosco na página de contato ou em um dos nossos telefones, disponíveis no rodapé do site. Até a próxima!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.